Ciclovias temporárias

por Cristina
0 comentário

Algumas cidades reinventaram a forma como as pessoas se deslocam durante esta pandemia, transformando ruas em ciclovias.

– Bogotá: transformou 100km de ruas da cidade em ciclovias por forma a diminuir a quantidade de pessoas que utiliza os transportes públicos, melhorar a qualidade do ar e diminuir a propagação do vírus.

– Berlim: com linhas amarelas desenhadas nas principais ruas da cidade, assinalam-se as ciclovias temporárias. O principal objetivo é incentivar o exercício físico ao mesmo tempo que promovem as viagens necessárias de forma mais segura.

– Cidade do México: a cidade pretende quadruplicar a rede de ciclovias existente, tentando diminuir a utilização de transportes públicos.

– Budapeste: com uma queda de 90% de utilização de autocarros, as ciclovias são agora uma alternativa para as deslocações necessárias.

– Vancouver: há zonas da cidade onde já não é permitida a entrada de veículos. Nestas zonas, as vias reservadas para peões e ciclistas foi aumentada.

 

E por aí? Quem precisa de se deslocar, que alterações fez?

 

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais