Cogumelos na Moda

por Cristina
0 comentário

Gosto de arte e do que é belo, mas não sou grande entusiasta da moda. Nunca foi algo que me fascinasse e não costumo “perder a cabeça” com peças de roupa.

Mas quando junto arte à engenharia por uma causa sustentável… qualquer “trapinho” feito a partir de um material diferente é capaz de me prender a atenção. Foi assim que descobri um material que imita pele animal, feito a partir de cogumelos.

 

Já muitos artigos foram escritos e opiniões dadas sobre a pele animal e o seu uso na indústria da moda. Mas este material continua a ser sinónimo de luxo e glamour. Estando todos cientes do impacto ambiental que o mesmo tem, surge a necessidade de criar algo novo, que possa ser um bom substituto. Foi assim que surgiram as peles sintéticas. Já conquistaram o seu lugar no mercado, mas continua a ficar aquém do esperado – não é suficientemente “bom” para substituir a pele animal e o impacto ambiental de algumas peles sintéticas pode levantar dúvidas.

Há cerca de 5 anos, foram patenteadas as primeiras “peles” derivadas de cogumelos nos EUA. Desde essa altura, têm sido aplicadas diferentes tecnologias e os especialistas creem que estamos a chegar a um ponto de maturação que rapidamente poderão ser colocadas à venda na indústria da moda.

As raízes (e não os cogumelos em si que poderão ser usados, por exemplo, na indústria alimentar) dos cogumelos crescidos em resíduos agrícolas ou em serradura formam uma fibra robusta que quando tratada, misturada com alguns produtos, seca e comprimida pode ser transformada em “pele”.

Não é necessária luz para o seu crescimento, transforma resíduos em materiais com utilidade, armazena dióxido de carbono no cogumelo e desenvolve-se em poucas semanas, este material reúne muitas características que fazem dele uma “pele” promissora num futuro próximo.

 

Aguardamos com entusiasmo as primeiras peças feitas de “pele” de cogumelo!

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais