Formação = Ginástica Mental

por Susana Lucas
0 comentário

Tenho necessidade de ter formação com alguma periodicidade. Sinto que quando não o faço, durante algum tempo, parece que tenho mais dificuldade em exercitar o cérebro. Considero mesmo que a formação é uma forma de ginástica mental.

Só o estarmos com outras pessoas a analisar questões técnicas, com outros pontos de vistas, nos permite ter uma visão mais alargada das situações. Claro que isso pode acontecer no trabalho, em si. Contudo a formação será uma forma intensiva de treino cerebral.

Para mim, com a formação, crio novas pontes, ligações e conexões entre realidades que à partida pareciam sem lógica. Neste momento, por exemplo, tive apenas há cerca de 1 mês numa formação de curta duração em HBIM (Heritage Buiding Information Modelling). Já tinha tido uma formação, o ano passado, de alguns meses, em BIM, contudo esta foi uma nova realidade para mim. Pode mesmo não ter haver com o que eu atualmente faço… ou então tem?!?!

O que permitiu esta última formação? Ter uma nova visão sobre o património e edifícios históricos, ter uma nova realidade de possível trabalho, começar a dinamizar uma equipa nacional, além de ter tido a satisfação de ser convidada para fazer parte de uma equipa internacional sobre o assunto.

Por isso tenho esta necessidade de ver, ter conhecimento e adquirir novas competências com alguma periodicidade. É fantástico a quantidade de matérias que se estudam, que se investigam e que podem contribuir para uma nova realidade na engenharia, mais sustentável e com inovação.

O que vocês estão a fazer por ai?

 

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais