Generosidade profissional

por Susana Lucas
0 comentário

Tenho andado com muitas dúvidas em termos de interpretação da lei, em especial de urbanismo, no caso dos prazos de comunicação prévia. Aquilo é feito de forma que leigos como eu não consigam chegar a uma conclusão com 100% de certeza, meso já tendo pedido opinião a alguns técnicos.

Assim, em mais uma pesquisa sobre a matéria cheguei ao site de uma professora doutora completamente especialista no assunto…

Meu primeiro pensamento: o não é garantido, por isso porque não?

Escrevi um email num dia ao final da tarde, recebi um pedido de contacto ainda nesse dia e no dia seguinte falei pessoalmente que a especialista.

Super acessível, super disponível, tentou perceber bem a situação antes de me dar uma opinião. Depois lá deu a sua opinião, que me esclareceu em 100% que a minha interpretação não estava completamente correta, mas que a lei ainda estava mais do meu lado do que eu pensava, ou seja, que o único prazo que se tem de ter atenção quando se instrui um processo de comunicação prévia é o de saneamento preliminar. A partir dai, depois de passar esta fase, efetuando o pagamento das taxas não é necessário estar à espera de análise do município, pode-se começar a obra. Esta foi uma alteração ao RJEU de 2014 que pelos vistos ainda não está completamente a ser utilizadas em pelo menos um município…

Fiquei desde logo a adorar como pessoa e como profissional. Por isso quando tiverem dúvidas sobre um assunto que não são especialistas não se acanhem de tentar descobrir quem possa ajudar, pois existe por aí muito bom profissional/especialista que facilmente está disponível.

Bem-haja à generosidade profissional!

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais