Marquises

por Susana Lucas
0 comentário

As marquises são usualmente colocadas em varandas que inicialmente não estavam previstas ser fechadas. O seu objetivo inicial é, na maioria dos casos, para ter mais um espaço, para a arrecadação, ou uma pequena nova divisão. Assim normalmente não são tiradas as caixilharias dos vãos existentes. E ainda bem!

Em termos estéticos pode chocar pela sua escolha e mesmo a diversidade que se pode ter num único edifício. Ai considero que devia existir uma forma de garantir um melhor enquadramento. Em especial pelo condomínio se forem autorizadas em termos camarários.

Mas para as questões térmicas ai sim temos grandes benefícios de ter esta zona “tampão” ou de transição. Aliás no projeto térmico existe mesmo uma definição distinta para estes espaços, dado as suas particularidades… não ser usualmente habitando e permitir que as zonas comuns da habitação não estejam diretamente ligadas ao exterior pelos vãos.

Pode assim existir um espaço de aquecimento do ar ambiente antes do mesmo entrar na habitação, ou então, ser uma barreira para o frio não estar em contacto direto com o ambiente interior. A questão que coloco é como estes espaços são potenciados para estas trocas de calor… existe entrada de ar? E saída? Na utilização da habitação têm em conta as temperaturas exteriores para abrir ou fechar os vãos da marquise e os vãos das divisórias subsequentes?

Fica a reflexão.

 

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais