O Segredo para concluir todos os projetos de construção no prazo previsto

por Susana Lucas
0 comentário

Tive conhecimento pelo linkedin do livro que apresento na figura cuja autoria é de Paul Netscher, como o título de “O Segredo para conseguir que todos os seus projetos sejam realizados no prazo previsto”. Da sistematização da informação do livro posso destacar alguns pontos.

Por exemplo, quando ainda não existe um correto planeamento do que se pretende efetuar será melhor esperar alguns dias antes de se iniciar a obra.

Existe assim uma divisão do tipo de atividades a ter em conta ou como se deve atuar em diferentes fases.

Antes de se iniciar o projeto, existem 10 tópicos a ter em consideração:

  1. Ler o documento do contrato. Será importante para não ter dúvidas.
  2. Compreender o âmbito do trabalho.
  3. Tomar conhecimento de quaisquer condicionantes do projeto.
  4. Estudar o valor da proposta (preço).
  5. Considerar o tipo e a quantidade dos recursos disponíveis.
  6. Ir ao local do projeto. Sem ir é mesmo impossível…
  7. Definir a metodologia da construção. Será até importante para o item seguinte.
  8. Planear o projeto. É fundamental para tudo correr no prazo previsto.
  9. Começar a recrutar a equipa do projeto. Esta tem que ter uma forte ligação para correr o melhor possível.
  10. Conhecer o cliente e sua equipa para se entender suas preocupações e requisitos. Reuniões com os clientes é sempre fundamental nas diversas fases, dado que por vezes até pode existir alteração de necessidades.

Na preparação para o início dos Trabalhos, são igualmente 10 tópicos a considerar:

  1. Preparar o plano de trabalhos de construção, devendo o cliente aprovar. O Plano é fundamental para a acompanhamento da obra.
  2. Definir o plano de segurança e a documentação legal necessária.
  3. Definir um plano de controlo de qualidade da construção. Com toda a documentação necessária para todos os intervenientes.
  4. Certificar de que todas as licenças de construção estão aprovadas.
  5. Enviar toda a documentação do projeto que o cliente precisa. Pode mesmo incluir currículos da equipa técnica.
  6. Planear as questões de logística do projeto.
  7. Decidir sobre a localização, o tamanho e o tipo de escritório do estaleiro (no estaleiro ou não) e sua área de implantação.
  8. Solicitar equipamentos, materiais e recursos necessários para iniciar o projeto.
  9. Ter especial atenção a necessidades que vão estar afetas durante muito tempo.
  10. Verificar se os recursos, como energia e água, estão disponíveis em quantidades suficientes para a construção. Este já me aconteceu ser determinante no planeamento de um estaleiro de obra, a água necessária para efetuar o betão.

Não começar o projeto antes de fazer:

  1. Certificar-se que o contrato está assinado e de acordo com o previsto.
  2. Verificar o tipo de seguro necessário.
  3. Existir conhecimento e cadastro das infraestruturas existentes, tais como eletricidade, água e gás.
  4. Certificar-se de que todas as licenças de construção e as aprovações necessárias estão efetuadas.
  5. Quando relevante, as garantias bancárias necessárias.
  6. Compreender os riscos do projeto e saber quais ações de mitigação devem ser tomadas. Por exemplo Ambientais.
  7. Monitorizar e registar a condição das estruturas e estradas circundantes. Para não existir posteriormente imputação de responsabilidade em danos que já existiam.
  8. Verificar os limites do local do projeto e os pontos de implantação.
  9. Compreender os riscos do projeto.
  10. Confirmar com o cliente que, e a sua equipa, possui a autoridade necessária para emitir instruções e concordar com as reivindicações e quais são os canais de comunicação. É fundamental para a correta passagem de informação entre todos.

Quando se inicia o Projeto, tem que se ter em consideração:

  1. Comunicar com o cliente, os vizinhos e, se necessário, outras partes interessadas que serão afetadas pelo trabalho. Será fundamental para minimizar reclamações.
  2. Proteger o local do projeto para garantir que o público não possa entrar. Tanto para minimizar acidentes como roubos.
  3. Ter atenção ao que precisa ser protegido – o que inclui serviços existentes, áreas ambientalmente sensíveis (incluindo vegetação protegida) e estruturas existentes que podem ser danificadas pelo trabalho. Certificar-se de que o pessoal entende que essas áreas devem permanecer protegidas e não danificadas.
  4. Certificar-se de que todos os trabalhadores tenham um conhecimento adequado do projeto para que estejam conscientes dos riscos de segurança e entendam os requisitos do projeto para segurança, qualidade e que tipo de comportamentos a efetuar.
  5. Verificar se todos os trabalhadores possuem o equipamento de proteção individual exigido e que o projeto possui equipamento de primeiros socorros e pessoas treinadas para usá-lo. Desenvolver a sinalização de segurança e a documentação necessárias.
  6. Comunicar o planeamento da obra para os superiores hierárquicos.
  7. Assegurar que os superiores hierárquicos compreendam seus papéis e responsabilidades, bem como seus limites de autoridade.
  8. Garantir que o escritório da obra se encontra sempre nas melhores condições funcionais.
  9. Executar placa de obra e sinalização necessária.
  10. Implementar Manual de Qualidade com definição de procedimentos e ser aplicável a todos.

O foco é fundamental para a construção ser efetuada no prazo previsto. Um bom e correto plano de trabalhos pode ser a base do sucesso de uma obra! Fica o agradecimento ao Paul pela sistematização que nos ajuda a refletir!

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais