Pacto Climático de Glasgow – COP26

por Cristina
0 comentário

Terminou este sábado, um dia depois do previsto, a COP26. Foram 2 semanas de intensas negociações tendo culminado no Pacto Climático de Glasgow de onde menciono os principais compromissos:

  • Pela primeira vez ficou mencionada a questão dos combustíveis fósseis e este foi o último compromisso a ter acordo sobre a redação final. Ficou fechado que serão intensificados os esforços para reduzir o carvão e eliminar os subsídios aos combustíveis fósseis.
  • Foi corroborado o compromisso do Acordo de Paris sobre a redução de emissão de gases com efeito estufa, tendo sido reconhecida a importância dos relatórios científicos, em particular do IPCC, que advertiu para o risco de se atingir o limiar de 1,5ºC em 2030, 10 anos antes do que foi inicialmente estimado.
  • O Acordo de Paris previa que fossem mobilizados 100.000 milhões de dólares em 2020. Este valor não foi atingido, e já não é suficiente, tendo ficado agora o compromisso de os países desenvolvidos duplicarem o financiamento até 2025, apelando ao envolvimento de instituições financeiras e do setor privado. Ficou também mencionada a necessidade de aumentarem os apoios financeiros e tecnológicos para minimizar perdas e danos causados pelas catástrofes provocadas pelas alterações climáticas
  • O relatório do IPCC de agosto deste ano diz que é necessário reduzir as emissões em 45% até 2030. Esta frase ficou também expressa neste Pacto. Para além disso, ficou expressa a preocupação com as contribuições de cada país, para atingir esta meta, serem revistas até ao fim de 2022.
  • Ficou agora aprovado o “livro de regras” do Acordo de Paris onde estão detalhadas as regras para reduzir as emissões de CO2.

 

Se é suficiente? Não sabemos ainda… Parece pouco mensurável, com poucas medidas concretas a ser implementadas, mas agora depende de cada país converter este Pacto em medidas reais.

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais