Reparação vs substituição

por Cristina
0 comentário

A semana passada veio uma notícia no Jornal Público a dar nota a um movimento, Right to Repair, que tem ganho força nos últimos anos: reparação vs substituição dos equipamentos eletrónicos.

Atualmente, uma grande parte dos consumidores prefere substituir um antigo eletrodoméstico em vez de o reparar, porque muitas vezes a sua reparação fica mais cara do que a substituição por um novo. Os fabricantes dificultam a sua reparação e, quando tal é fisicamente possível, apenas pode ser feito em alguns (raros) locais credenciados para tal.

A pressão social e ambiental vai dar agora os primeiros frutos através de um projeto legislativo que a Comissão Europeia vai apresentar para permitir a reparação de equipamentos eletrónicos.

Este projeto legislativo vai promover o direito à reparação. Não vai ser obrigatório reparar, vai é ser dada a possibilidade aos consumidores de tentarem reparar, a um preço justo, antes de pensarem em substituir.

Uma das curiosidades deste projeto é o facto de implementarem um manual de reparação do equipamento. Será um manual com as dicas de resolução para as avarias mais comuns e que podem ser reparadas pelo próprio consumidor.

 

Sabiam que os resíduos eletrónicos estão a crescer a um ritmo de até 5% ao ano? É urgente repensar a substituição.

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais