Soluções para Construção Sustentável e Saudável 36– MINIMALISMO DO EDIFÍCIO

por Susana Lucas
0 comentário

Muitas vezes questionam sobre o porquê de querer construir 2 casas com dimensões pequenas, em 2 locais diferentes, em vez de construir uma maior apenas ou na praia ou na serra. Por uma questão simples, de querer casas nos 2 locais, porque prefiro ter casas pequenas, em especial quando não vou lá estar permanentemente, vão ser refúgios, locais de férias e de estar, principalmente na parte de fora da casa ou mesmo fora de casa. Acho que já tenho uma casa bastante grande, mas de 220 m2 em mais de 6000 m2 de terreno e ainda com um moinho, que passei também a espaço útil. Por isso porque será necessária dimensão? Acho que é preferível a diversidade de locais.

Até considero que é uma tendência atual. Ou seja, dado o aumento do preço das casas as pessoas começam mesmo a equacionar a necessidade de ter casas tão grandes. Porque espaço leva à acumulação de tudo e mais alguma coisa. Se tivermos um espaço pequeno temos que equacionar o que lá colocamos, em especial quando pretendemos que as casas sejam partilhadas com amigos. Acho mesmo que será um exercício fantástico não equacionar a mobília da casa não apenas para mim, mas para os outros que vão a utilizar.

Por isso esta tendência de minimalismo está a entrar também na minha forma de pensar as casas. Podemos tanto contribuir para ter casas mais SUSTENTÁVEIS dado diminuir a área de implantação e potenciar o espaço exterior como em termos de SAÚDE e BEM-ESTAR, estarmos a minimizar acumulação, facilidade de limpeza. Com toda a certeza que além o Minimalismo estar para ficar traz vantagens à nossa forma de estar e viver!

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais