A (des)Centralização das Centrais Fotovoltaicas

por Cristina
0 comentário

A nova maior central fotovoltaica do país teve luz verde da Agência Portuguesa do Ambiente. É uma central com uma potência de 300MW a ser instalada em Ourique, sendo o promotor deste projeto a empresa International Solar Development Corporation. 

Esta notícia faz-me pensar. Se estamos a assistir à eletrificação dos consumos e devemos apostar na produção de energia elétrica através de fontes renováveis, onde andam os investidores portugueses? Porque é que todas as licenças destas grandes centrais têm sido adquiridas por promotores e investidores estrangeiros? É verdade que não somos um país rico, temos alguma resistência ao risco e somos lentos a tomar decisões. Se todos investem e as licenças já escasseiam é talvez a hora que pensar mais rápido e (re)fazer as contas necessárias de forma mais célere pois estamos a deixar que o nosso país seja explorado por estrangeiros.

————————————————————/————————————————————————

Analisar esta reflexão da Cristina pode nos levar a questões políticas… que de todo não gosto e não quero fazer. No meu ver temos que tornar financeiramente atrativo é a autonomia individual, isso sim é que eu gostava!

 

 

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais