Aterros – Mega sacos de lixo

por Susana Lucas
0 comentário

O conceito de que os aterros são Mega sacos de lixo já me foi passado há mais de 20 anos por um professor do mestrado de engenharia sanitária. Na altura fiquei um pouco chocada, porque tínhamos mesmo uma unidade curricular para dimensionamento de aterros.

Agora considero que ele continua a ter toda a razão. E retive 2 números numa conferência em que estive. 70% dos resíduos são recicláveis e 57% vão para aterro.

Sei que é bem mais fácil ou melhor talvez barato esconder de baixo de terra num saco de lixo os resíduos, do que tentar alterar toda a cadeia de valor que está associada aos mesmos.

Comecemos por as embalagens. Tem que ser revista toda a legislação, e/ou impostos, para promover desde o início a sua minimização ou mesmo utilização. Depois mudança de mentalidades dos consumidores. Estarem disponíveis para o uso de outro tipo de embalagens, de reutilizarem embalagens de não quererem o embalado. O ainda os consumidores terem conhecimento para lidarem melhor com os seus resíduos em casa e passarem a recursos. Depois quem recolhe, que potencie a separação, que separe, que envie para ser reutilizado ou reciclado.

Depois disto tudo, será que ainda precisávamos do Mega saco de lixo?

 

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais