Cidades Quentes

por Cristina
0 comentário

As altas temperaturas que se sentiram nos últimos dias fazem-nos pensar no impacto das alterações climáticas, que já se fazem sentir, e de que forma nos podemos adaptar para vivermos com estas ondas de calor cada vez mais frequentes.

Podemos seguir alguns exemplos que cidades habituadas a temperaturas mais altas já aplicam:

– Medellín planta árvores – Zonas com árvores são, em média, 5ºC mais frescas do que zonas sem árvores. As árvores fazem sombra no betão impedindo que este absorva tanto o calor enquanto libertam alguma humidade para o ar envolvente. Nos corredores verdes criados em Medellín a temperatura ambiente já reduziu 2ºC.

– Singapura instala paredes e telhados “vivos” – Com a falta de espaço disponível no solo para criar zonas verdes surgiram opções mais criativas para utilizar a área disponível nos arranha-céus, que já contam com 133 hectares plantados. Foram até criados alguns jardins do topo dos autocarros.

– Abu Dhabi utiliza o vento – São criados “túneis” com estruturas entre os edifícios para canalizar a brisa a circular entre eles. Desta forma o efeito refrescante do vento é potenciado.

– Viena instalou pulverizadores de orvalho – Nos dias com temperaturas acima dos 25ºC, os aglomerados de chuveiros com vapor de água fresca e purificada entram em funcionamento.

– Nova Iorque pintou a cidade de branco – Desde 2009 a cobertura dos edifícios é pintada com tinta de silicone branca. Esta tinta reflete a luz solar e diminui a temperatura dentro dos edifícios em cerca de 30%.

 

Que outras formas conhecem para refrescar as cidades?

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais