Lomi – Composto em meio urbano

por Cristina
0 comentário

Nos meios urbanos, os resíduos orgânicos como restos de fruta e legumes acabam quase sempre em aterros provocando a libertação de metano para a atmosfera, contribuindo para o já famoso efeito estufa.

O Lomi é um compostor de pequenas dimensões, criado para dar uma nova vida a estes resíduos. Desenvolvido por uma empresa canadiana, este dispositivo doméstico tem um compartimento onde podem ser colocados os resíduos, fazendo a compostagem em apenas 4 horas. A reciclagem é feita através de um processo de corte e aquecimento simulando o ciclo de compostagem na natureza.

Desta forma, os resíduos são transformados num fertilizante natural, rico em nutrientes, e que pode ser utilizado, por exemplo, para jardinagem.

Além de resíduos de produtos alimentares, o Lomi é capaz de transformar também plásticos biodegradáveis.

Estamos habituados a compostores de grandes dimensões e que demoram bastante tempo até concluir o processo. Esta alternativa ocupa pouco espaço e não deixa cheiros em casa, permitindo assim reduzir até 50% dos resíduos domésticos.

Ainda não está disponível, mas prevê-se que comecem a chegar aos primeiros locais em dezembro deste ano e a Portugal em setembro de 2022.

Deixa um comentário

* Ao submeter este formulário, concordo com o armazenamento destes dados, para este efeito, por este website.

Artigos Relacionados

Este website utiliza cookies para melhorar a tua experiência de navegação. Ok Ler Mais